• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • Palestra sobre Segurança No Trabalho
  • cacau abre
  • COMUNICADO PORTARIA 2132
  • peticionamento eletronico DTI
  • aviso horário 2019
  • BRASILIT BANNER

Palestra sobre Segurança No Trabalho

 

O Ministério Público do Trabalho em São Paulo promoveu, no dia 22 de abril, a palestra “Segurança no Trabalho”, ação organizada para marcar a Campanha Abril Verde 2019, cujo objetivo é colocar em pauta as discussões sobre a necessidade da prevenção dos acidentes de trabalho, bem como a necessidade de elevar o patamar de proteção dos trabalhadores em seus ambientes de trabalho.

O vice procurador-chefe, Omar Afif, abriu o evento com um alerta referente a decisão em andamento do Ministério da Economia sobre uma alteração de norma trabalhista que pode causar um retrocesso nos resultados alcançados, e apresentou algumas estatísticas : “Seis mil e trezentos trabalhadores morrem por dia. O Brasil está em 4° lugar no ranking global de acidentes no trabalho. São dados que causam angústia” comentou, explicando o motivo da campanha promovida pelo MPT.


O palestrante, engenheiro e Auditor Fiscal do Trabalho da SRTE/SP, Gianfranco Pampalon apresentou estatísticas recentes de acidentes graves e fatais que ocorrem no trabalho; projetos criados para alertar a população, especialmente as grandes, médias e pequenas empresas e seus trabalhadores, como a Gestão de Riscos Ocupacionais; e a necessidade urgente de auxiliar na prevenção de acidentes no trabalho. Ressaltou, também a importância de campanhas de incentivo sobre a prevenção de acidentes e como as mesmas são fundamentais para movimentar as pessoas para uma causa.


Gianfranco afirmou que 40% dos acidentes de trabalho que ocorrem no Brasil, acontecem no setor da construção civil, e e alertou sobre a necessidade de boa prevenção e boa gestão para que esse índice diminua. “A gestão precisa saber onde os acidentes acontecem e por que acontecem para poder sanar esse tipo de evento” enfatizou.
O palestrante concluiu explicando que é preciso começar a planejar a adaptação dos tipos de emprego com o número de idosos que trabalharão no futuro, pois a previsão é que a população tenha uma vida mais longeva, com maior presença no mundo do trabalho, que deve estar preparado e adaptado para esse trabalhador: “A melhor norma de gestão de riscos é a prevenção; é preciso capacitar, orientar e informar quais são os riscos dos trabalhadores”.


A chefe da Sessão de Saúde e Segurança no Trabalho (SST), Renata Matsmoto, contou como a SST busca fazer com que as empresas façam o ressarcimento daquilo que é pago para os acidentados e suas famílias após o acidente, e enfatiza que se todos focarem naquilo que de fato é importante, conseguirão dar a volta por cima e levar a bons resultados “As empresas que não fazem a implementação de melhorias acabam levando a acidentes. Tudo que a gente faz junto acaba levando a resultados maiores” explica.

 

Texto: Ester Meni

Supervisão: Ludmila di Bernardo

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos