• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • MPT em São Bernardo do Campo promove ação para inclusão de PCDs e reabilitadas
  • Sem título-1
  • cartaz 2
  • peticionamento eletronico DTI
  • AVISO TELEFONIA2

MPT em São Bernardo do Campo promove ação para inclusão de PCDs e reabilitadas

Projeto realizado em parceria com a Amankay prevê reuniões com atores sociais, cadastramento de pessoas e audiência pública com empresas para reforçar cumprimento da Lei de Cotas na região
 
São Bernardo do Campo, 7 de maio de 2018 – O Ministério Público do Trabalho (MPT) em São Bernardo do Campo, em parceria com o Instituto de Estudos e Pesquisas Amankay, dará início neste mês de maio a ações de inclusão de pessoas com deficiência e reabilitadas das cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. 

O projeto, chamado “Acessibilidade como mote para a inclusão”, engloba estratégias de conscientização, fiscalização da Lei de Cotas e observação da existência de condições de todos os tipos de acessibilidade (arquitetônica, física, atitudinal e comunicacional) nas empresas do ABC Paulista.

"Por meio do projeto, o MPT pretende promover uma ampla discussão e conscientização sobre a Lei de cotas", afirma a procuradora Sofia Vilela de Moraes e Silva, do MPT em São Bernardo do Campo. Ele acrescenta ainda que a iniciativa irá estimular “a observância da acessibilidade e a inclusão plena de pessoas com deficiência e reabilitadas nas empresas da região do ABC, envolvendo todos os atores sociais da região na construção desse objetivo”.

A primeira fase do projeto será no dia 8 de maio no Senac Santo André. Na ocasião, as ações planejadas serão apresentadas a órgãos públicos, entidades, escolas, associações, igrejas e Conselhos Municipais e diversos atores sociais da região.

Em junho começa a segunda etapa, que prevê o cadastramento de pessoas com deficiência e reabilitadas da previdência social para vagas de trabalho. O principal objetivo do cadastramento é obter dados estatísticos de perfil sócio econômico das pessoas com deficiência e reabilitados residentes nos sete municípios da região. Ele acontece nos dias 9 de junho (sábado) e 12 de junho (terça), em local a ser definido.

Segundo a procuradora Sofia, o principal objetivo da lista é facilitar a contratação das pessoas com deficiência ou reabilitadas, uma vez que o principal argumento das empresas é de que não "encontram" ou de que não há pessoas com deficiências que querem trabalhar.
 
Em julho, será realizada uma audiência pública dia 26/07 para apresentar os resultados do cadastramento, os manuais para inclusão de pessoas com deficiência/reabilitadas no mercado de trabalho e estimular o cumprimento espontâneo da lei de cotas pelas empresas, bem como a acessibilidade.

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos